Distrito de Braga » Concelho de Guimarães
Museu Regional de Alberto Sampaio

Guimarães - Oliveira do Castelo
Largo Oliveira
4800-438 GUIMARÃES
Telefone: 253 423 910
Fax: 253 423 919
(100%) (0%)
 

Sousa

Excelente, a não perder, quer pelas exposições quer pelo próprio edifício.

2013-03-07 16:03:49

andre

Guimarães, sede de concelho formado por 69 freguesias, situa-se no Baixo Minho, na bacia do rio Ave, num vale aos pés do Monte da Penha que permite do seu topo uma vista que se estende até ao Oceano Atlântico. Trata-se de uma região onde o verde se espraia sobre a terra, cobrindo os seus montes com extensos pinheirais e os vales com vinhedos e milheirais. Nos arredores da cidade existem fortificações castrejas, verdadeiros testemunhos do seu povoamento desde tempos pré-históricos. Mais tarde, tornou-se cidade romana, corte de reis visigodos, senhorio da Condessa Mumadona e centro administrativo do Condado Portucalense. Designada "Berço da Nacionalidade" por ter sido a primeira capital do reino, Guimarães foi também berço de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal e terra de nascimento do pai do teatro português, Gil Vicente. O mais antigo foral de Guimarães data de 1128. Em 1853 a vila foi elevada à categoria de cidade. Actualmente, Guimarães domina uma vasta área de grande fertilidade agrícola. Contudo, a economia do concelho assenta na indústria. É um grande centro têxtil, avultando nele as fábricas de fiação e tecelagem. As cutelarias estão muito implantadas, tal como as indústrias do calçado e dos plásticos, as oficinas de marcenaria e ourivesaria. Sendo densamente povoado, é um dos concelhos mais jovens da Europa, facto a que não é alheia a presença da Universidade do Minho, que aqui mantém um Campus. Para além da história, cultura e indústria, também a paisagem, a gastronomia e as tradições populares têm um peso considerável em Guimarães. No campo paisagístico, são de salientar as termas e praias fluviais das Caldas de Vizela e das Caldas das Taipas. Nas tradições populares, destacam-se as Festas Gualterianas, celebradas no primeiro Domingo de Agosto, nas quais se inclui um imponente cortejo histórico. O centro histórico de Guimarães foi objecto de um cuidadoso plano de recuperação tendo sido classificado pela UNESCO, em Dezembro de 2001, como Património Cultural da Humanidade. A riqueza do Centro Histórico de Guimarães não está tanto na sua monumentalidade, embora existam monumentos com grande valor e simbolismo histórico, mas sim na preservação de um conjunto urbanístico muito antigo, coerente e harmonioso.

2008-12-30 17:28:37

Recomendaria a um amigo?

Deixe-nos o seu comentário

 

01 Dia

Casa de Cancelo - Jantares de Natal

desde €15

03 Dias 7 02 Noites

Pacote Especial Dia da Mãe - Hotel do Chocolate

desde €165
Todas as ofertas

 
.:: | política de privacidade | termos e condições | publicidade | sugerir estabelecimento | ::.